Para o topo

Cia. Minaz apresenta Carmina Burana no Pedro II

Espetáculo terá duas apresentações com corais, atores circenses e bailarinos. Ingressos já estão à venda.
Cia. Minaz apresenta Carmina Burana no Pedro II
, em 10/07/2015, às 16:27 (atualizado em 31/07/2015, às 15:11)

Por Analídia Ferri
Foto: Divulgação

Uma das obras de música clássica mais conhecidas mundialmente, Carmina Burana, ganhará duas apresentações em Ribeirão Preto, nos dias 31 de julho e 2 de agosto. O espetáculo de vozes, luzes e encenações será apresentado pelos corais da Cia. Minaz, sob a regência de Gisele Ganade. Os ingressos já estão à venda e custam de R$ 25 a R$ 60.

A consagrada obra do alemão Carl Off, cuja a estreia foi em 1937, ganha uma nova roupagem para os tempos atuais. Encenada pelos próprios cantores dos corais adulto e infanto-juvenil, além de solistas, a cantata terá interferências de atores circences e bailarinos. A direção cênica é de André Cruz, intervenções sonoras de autoria de José Gustavo Julião de Camargo e produção, concepção de cenário e figurinos de Ivo Rinhel D’Acol. A mesma montagem ganhou destaque nacional depois de ser transmitida várias vezes pela TV Senado.

Carmina Burana vem do latim e significa “Canções do mosteiro Benediktbeuern”. Em 1803, um volume de cerca de 200 poemas e canções medievais foi encontrado na abadia de Benediktbeuern, na Bavária superior. Eram poemas dos monges e eruditos errantes — os goliardos, em latim medieval —; versos no médio alto alemão vernacular, e vestígios de frâncico. O doutor bavariano em dialetos, Johann Andreas Schmeller, publicou a coleção em 1847 sob o título de “Carmina Burana”. Carl Orff, descendente de uma antiga família de eruditos e soldados de Munique, cedo ainda deparou-se com esse códex de poesia medieval. Ele arranjou alguns dos poemas em um happening — em “canções seculares (não-religiosas) para solistas e coros, acompanhados de instrumentos e imagens mágicas”.

Esta cantata é emoldurada por um símbolo da Antiguidade — o conceito da roda da fortuna, eternamente girando, trazendo alternadamente boa e má sorte. É uma parábola da vida humana exposta a constante mudança. E assim o apelo em coral à Deusa da Fortuna tanto introduz quanto conclui a obra, que se divide em três seções: o "Encontro do Homem com a Natureza", particularmente como natureza despertando na primavera (Veris leta facies); seu "Encontro com os dons da Natureza", culminando com o dom do vinho (In taberna); e seu "Encontro com o Amor" (Amor volat undique).

Até 26 de julho, quem adquirir os ingressos na Cia. Minaz, terá desconto de 50% no valor da inteira. A Cia. Minaz fica na rua carlos Chagas, 273 – Jardim Paulista.  

SERVIÇO

Carmina Burana
31 de julho (sexta), às 21h e 2 de agosto (domingo), às 19h

Onde? Theatro Pedro II (rua Alvares Cabral, 370 - Centro
Ingressos: R$ 30 (meia) e R$ 60 plateia e balcão nobre e R$ 25 (meia) e R$ 50 balcão simples e galerias ou pela internet
Informações: (16) 3941-2722

Compartilhe:

PRÓXIMO POST »
Elizabeth Savalla apresenta monólogo A.M.A.D.A.S. em Ribeirão
« POST ANTERIOR
Eduardo Sterblitch traz novo espetáculo para Ribeirão Preto

Você poderá gostar também!

 

Cia Deborah Colker apresenta Cão Sem Plumas em Ribeirão Preto

14.05.2018 - 15:55

Espetáculo é baseado em poema de João Cabral de Melo Neto e tem direção musical de Jorge Dü Peixe

Adaptação de Sociedade dos Poetas Mortos será encenada no Pedro II

22.08.2017 - 11:38

Com direção de Lailson Nunes, peça será apresentada no dia 12 de setembro

Com texto e direção de Miguel Falabella, musical "O Som e a Sílaba" estreia no Pedro II

15.08.2017 - 10:40

Espetáculo é estrelado pelas atrizes e cantoras líricas Alessandra Maestrini e Mirna Rubim; ingressos já estão à venda

 

VOLTAR

 

Comente aqui:
Agenda Cultural
Instagram
Instagram

Varal Diverso © 2011–2018. Todos os direitos reservados | Termos de uso | Design: Paulo Gallo