Para o topo

Sesc Jazz & Blues terá 11 atrações nacionais e internacionais

Sesc Jazz & Blues terá 11 atrações nacionais e internacionais
Por Analídia Ferri e Paulo Gallo, em 22/08/2017, às 11:56 (atualizado em 24/08/2017, às 09:35)
Fotos: Divulgação

Amantes do jazz e do blues têm destino certo nesta semana, quando acontece a 6ª edição do festival Sesc Jazz & Blues, em Ribeirão Preto. São mais de 10 atrações, incluindo o grupo local Pó de Café, além de artistas nacionais e internacionais.

A programação se estende a outras cidades e serão 57 shows distribuídos por Ribeirão Preto, Piracicaba, São José do Rio Preto, Jundiaí, Sorocaba, Bauru, Taubaté, e Presidente Prudente. Na capital, seis atrações participarão também do festival Jazz na Fábrica, na unidade Pompeia.

O grupo ribeirão-pretano Pó de Café, inova ao trazer clássicos sertanejos para o universo do jazz, em seu recente disco, Terra, que pode ser acessado em várias plataformas digitais, como o Spotify:

Dos EUA, berço do jazz e do blues, vêm o trompetista Roy Hargrove e os guitarristas Scott Henderson — nome cultuado na cena fusion de jazz e blues internacional — e Corey Harris.

Mais do Sesc Jazz & Blues

Em 1989, aconteceu em Ribeirão Preto o emblemático 1º Festival Internacional de Blues, que reuniu na cidade nomes como Buddy Guy, Etta James, Junior Wells, Albert Collins e Magic Slim, além dos brasileiros André Christovam e da banda Blues Etílicos. O evento colocou a cidade no centro da cena blues nacional e, a partir dos anos de 1990, o Sesc se tornou parceiro do festival. Em 2003, ofestival ganha o nome de Sesc’n Blues, circulando por outras unidades do interior.

Com a intenção de renovar a abordagem e ampliar seu alcance, o Sesc criou, em 2012, o festival Sesc Jazz & Blues, incorporando a linguagem jazzística ao projeto, contando com atrações nacionais e de outros países.

Nesse novo formato, o festival contou com participações de artistas brasileiros como Orquestra Rumpilezz, Eumir Deodato e João Donato, e dos estrangeiros China Moses e Cassandra Wilson (EUA), CW Stoneking (Austrália) e Hiromi Uehara (Japão), entre outros nomes.

Vale lembrar que tanto o jazz como o blues nasceram dos cantos de trabalho e religiosos dos negros norte-americanos do século XIX e início do século XX no sul dos Estados Unidos, que encontraram na música a melhor expressão para seus sentimentos. Apesar das origens em comum, traçaram trajetórias diferentes, tanto em seu desenvolvimento harmônico e melódico, quanto na instrumentação, mas ainda mantêm nos solos improvisados a sua principal característica.

O Sesc Ribeirão Preto fica na rua Tibiriçá, 50 (Centro), e os ingressos estão à venda na bilheteria da unidade e pela internet, no site da unidade. O preço varia entre R$ 9 e R$ 50, com alguns shows gratuitos. Mais informações pelo telefone: (16) 3977-4477.

Confira a programação completa

23 de agosto (quarta)

20h – Hadar Noiberg (Israel)
Nascida em Israel e radicada em Nova York, a flautista promove o encontro dessas duas culturas ao sintetizar improvisações de jazz, harmonias ocidentais e andamentos com inspirações orientais.

21h – Roy Hargrove (EUA)
Não há limites para a musicalidade do trompetista que faz do jazz veículo de improvisos para hip-hop, R&B, soul, funk, gospel, groove, ritmos afro-cubanos e o que mais lhe der vontade de experimentar. Participação da cantora italiana Roberta Gambarini.

Onde? Teatro Municipal (Praça Alto do São Bento, s/n – Jardim Mosteiro); 500 lugares
Quanto? R$ 15 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes), R$ 25 (estudante, servidor da escola pública, idoso [+60], aposentados e pessoas com deficiência) e R$ 50 (inteira)
Informações

24 de agosto (quinta)

19h30 – Trio Corrente
Desde o lançamento de Corrente (2005), o trio formado por Fábio Torres, Paulo Paulelli e Edu Ribeiro exercita a habilidade de criar improvisações jazzísticas ancoradas em choro, samba e bossa nova, numa bem dosada união de composições próprias e versões. Não recomendado para menores de 10 anos.

Onde? Auditório do Sesc Ribeirão Preto (rua Tibiriçá, 50 – Centro); 200 lugares
Quanto? R$ 9 (credencial plena), R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Informações

20h – Maurício Sahady
Um dos pioneiros do blues nacional, o canhoto Maurício Sahady integrou a banda Atlântico Blues no final dos anos 1980 e atuou nas principais casas do eixo Rio-São Paulo.

Onde? Sesc – Convivência
Quanto? Gratuito
Informações

21h – Scott Henderson (EUA)
Seduzido pelo fusion, Scott Henderson derrubou as fronteiras existentes entre o rock, o blues e o jazz nos dez álbuns que lançou com o Tribal Tech. Quando a banda terminou, em 2014, o guitarrista se voltou ao blues rock em diversas experiências e formatos. Não recomendado para menores de 16 anos.


Foto: Han Metsemakers / Divulgação

Onde? Sesc – Galpão; 400 lugares
Quanto? R$ 12 (credencial plena), R$ 20 (meia) e R$ 40 (inteira)
Informações

25 de agosto (sexta)

19h30 – Pó de Café
O grupo ribeirão-pretano comemora 10 anos de estrada com o lançamento do seu terceiro disco, intitulado Terra. O trabalho une o universo da música caipira ao jazz contemporâneo. Os músicos Bruno Barbosa, Rubinho Antunes, Duda Lazarini, Murilo Barbosa e Marcelo Toledo apresentam releituras de canções sertanejas, e composições inéditas inspiradas nas melodias do campo e no universo da música caipira do interior paulista. Não recomendado para menores de 10 anos.

Onde? Sesc – Auditório; 200 lugares
Quanto? R$ 9 (credencial plena), R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Informações

20h – Trítono Blues
Os instrumentistas do Trítono se uniram em 2007 para tocar blues, soul, country e música brasileira. Desde então, o repertório cresceu: versões para composições de Marvin Gaye, Otis Redding, Hank Williams e Johnny Cash fizeram a fama do grupo, que, em 2008, lançou Groovin, disco que reunia alguns desses clássicos.

Onde? Sesc – Convivência
Quanto? Gratuito
Informações

21h – Corey Harris (EUA)
Proeminente nome do blues contemporâneo, o guitarrista Corey Harris nasceu em Denver (EUA). De sua discografia, destacam-se trabalhos como Mississippi to Mali (2003), álbum em parceria com o cantor e guitarrista malinês Ali Farka Touré, no qual Harris desconstrói o blues, mesclando-o a estilos tradicionais, num resultado minimalista hipnótico. Não recomendado para menores de 16 anos.

Onde? Sesc – Galpão; 400 lugares
Quanto? R$ 12 (credencial plena), R$ 20 (meia) e R$ 40 (inteira)
Informações

26 de agosto (sábado)

19h30 – Lourenço Rebetez
O show “O Corpo de Dentro” é a tradução para o palco do elogiado álbum de estreia de Lourenço Rebetez. O disco celebra a inventividade jazzística sobre matrizes rítmicas brasileiras como os toques de candomblé e as levadas dos blocos afro-baianos. Não recomendado para menores de 10 anos.

Onde? Sesc – Auditório; 200 lugares
Quanto? R$ 9 (credencial plena), R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Informações

20h – Hot Jazz Club
O quarteto campinense cultiva há 15 anos a habilidade de transformar MPB, samba, bossa nova e música pop em jazz manouche, swing manouche, jazz cigano ou seja lá qual for a denominação desejada para descrever o estilo criado pelo belga Jean “Django” Reinhardt na década de 1930.

Foto: Antonio Trivelin / Divulgação

Onde? Sesc – Convivência
Quanto? Gratuito
Informações

21h – Pat Thomas & Kwashibu Area Band (Gana)
Pat Thomas surgiu na efervescente cena de Gana ao som do highlife, na década de 1960, apropriando-se desse híbrido de ritmos tradicionais, guitarras funky e metais ardentes, tornando-se um de seus estandartes. Nos anos 1970, em exílio e radicado na Alemanha, Thomas juntou-se ao movimento “burger highlife”, com influências de disco music e funk. Não recomendado para menores de 16 anos.

Onde? Sesc – Galpão; 400 lugares
Quanto? R$ 12 (credencial plena), R$ 20 (meia) e R$ 40 (inteira)
Informações

Compartilhe:

« POST ANTERIOR
Com Philippe Baden Powell, quarteto Ludere lança disco em Ribeirão

Você poderá gostar também!

 

Palavra Cantada comemora 20 anos com show em Ribeirão

10.07.2015 - 14:28

Apresentação especial está marcada para setembro, em dois horários, e os ingressos já estão à venda.

O Grande Encontro, Ira! e Falamansa se apresentam no 27º Forró da Lua Cheia

04.03.2017 - 20:54

Festival de música acontece de 5 a 7 de maio, em Altinópolis (SP)

Forró da Lua Cheia traz Alceu Valença, Natiruts e Tihuana

03.05.2014 - 21:36

O Forró da Lua Cheia chega em sua 23ª edição apresentando, entre os principais shows, o cantor Alceu Valença. O evento acontece de 13 a 15 de junho, em Altinópolis.

 

VOLTAR

 

Comente aqui:

Varal Diverso © 2011–2017. Todos os direitos reservados | Termos de uso | Design: Paulo Gallo