acompanhe:
Perfil no facebook
Perfil no twitter
Varal no Instagram
Varal no Youtube
Entre em contato com a gente
Nosso feed RSS
Para o topo

página inicial » shows »

Sesc Jazz & Blues apresenta shows nacionais e internacionais neste mês

publicado em: 17/08/2016 - 23:26
atualizado em: 26/08/2016 - 00:07

Sesc Jazz & Blues apresenta shows nacionais e internacionais neste mês
Foto: Caroline Bittencourt / Divulgação

Por Paulo Gallo
Fotos: Divulgação

Neste mês, o Sesc Ribeirão Preto apresenta a 5ª edição do festival Sesc Jazz & Blues, com 9 atrações nacionais e internacionais. O evento será realizado de 25 a 27 de agosto e terá três apresentações diárias. Entre as atrações principais, estão confirmados shows do guitarrista americano Eric Sardinas, o lendário “Trovão da Soul Music”, Wee Willie Walker, e o pianista brasileiro João Donato, que apresenta o show de seu novo disco "Donato Elétrico". Os ingressos já estão à venda e custam de R$ 9 a R$ 40.

O Sesc Jazz & Blues foi criado a partir do sucesso do Sesc’n Blues, realizado desde 2003, e que trouxe grandes artistas do gênero para se apresentarem na cidade. Após passar por uma reformulação e incorporar também o jazz, o festival ganhou mais repertório e proporciona ao público conhecer e assistir a shows internacionais de excelente qualidade. Neste ano, além de Ribeirão, outras nove unidades do Sesc no interior e grande São Paulo irão receber o evento ao longo do mês de agosto.

Os ingressos variam por show e custam de R$ 9 a R$ 30, no Auditório (às 19h30), sendo R$ 9 (Credencial Plena); R$ 15 (estudantes e aposentados) e R$ 30 (inteira). Já os ingressos para os shows que acontecem no Galpão (às 21h), custam R$ 12, R$ 20 e R$ 40, respectivamente. Os shows na Área de Convivência, às 20h, são gratuitos e abertos ao público em geral.

Sesc Ribeirão Preto fica na rua Tibiriçá, 50, no Centro. Mais informações pelo telefone (16) 3977-4477. Confira a programação completa:

25 de agosto (quinta)

16h – Workshop de Blues: Eric Sardinas (EUA)
Galpão. Gratuito. Indicação: Livre

Eric Sardinas é um renomado guitarrista de slide blues e nesse workshop apresenta os fundamentos para tocar o blues nesse estilo e as técnicas e equipamentos que ele utiliza. Workshop com tradução simultânea.

19h30 – Sérgio Galvão
Auditório (202 lugares). R$ 9 a R$ 30. Indicação: 10 anos

Em meados dos anos 1980 o saxofonista Sérgio Galvão deixou sua cidade natal, Brasília, para morar no Rio de Janeiro. Gravou e se apresentou com vários artistas consagrados da música brasileira.Em 2013, Sérgio foi para os EUA, onde gravou e lançou seu álbum de estreia, “Phantom Fish”. No disco, além de músicas autorais, realizou duas excelentes releituras: “Amphybious”, de Moacir Santos e “Vou Deitar e Rolar”, de Paulo César Pinheiro e Baden Powell. O repertório do show reúne a sonoridade do jazz com a brasilidade de Galvão.

20h – The Headcutters
Convivência. Gratuito. Indicação: Livre


(Foto: Marcos Moreira Galdino/Divulgação)

Banda de blues de Itajaí/SC, com três CDs lançados: “Back to 50’s” (2009), “Shake That Thing” (2013) e “Walkin' In USA” (2015). Seu som tem o estilo do blues feito em Chicago durante os anos 1950 e 1960, e as composições têm letras em inglês.

21h – Eric Sardinas (EUA)
Galpão (400 lugares) R$ 12 a R$ 40. Indicação: 16 anos

Eric Sardinas nasceu no ano de 1970, em Fort Lauderdale, na Flórida. O músico tira de seu instrumento — um violão resonator elétrico — uma sonoridade inigualável, que mistura blues com o rock'n'roll. Sardinas aprendeu a tocar com apenas 7 anos de idade, ouvindo os papas do blues Muddy Waters, Elmore James e Big Bill Broonzy. Aos 15, passou a tocar nas esquinas de Los Angeles. Conheceu e juntou forças com outras feras e formou o grupo Big Motor.

26 de agosto (sexta)

19h30 – Rodrigo Nassif Quarteto
Auditório (202 lugares). R$ 9 a R$ 30. Indicação: 10 anos


(Foto: Miguel Sisto/Divulgação)

Combinar ritmos como rock, candombe, milonga e tango-milonga com improvisação jazzística e hip hop define bem a pegada desse quarteto de música autoral instrumental de Porto Alegre. No comando do grupo está o violonista Rodrigo Nassif, que estudou música em Mar del Plata. Sua trajetória inclui parcerias com alguns jazzistas americanos, entre os quais Nathan Webb, ex-baterista do vibrafonista Gary Burton.

20h – Souljunkies (Argentina)
Convivência. Gratuito. Indicação: Livre


(Foto: Daiana Rodriguez/Divulgação)

O som desta trupe de Buenos Aires  mistura na dose certa peso, suingue e vocais marcantes, amparado por um naipe de metais que potencializa sua sonoridade dançante. Uma breve audição nos remete ao som das bandas que acompanhavam artistas do rhythm'n' soul dos anos 1970. O Souljunkies tem trabalho reconhecido na Argentina e essa é a primeira vez que se apresenta em terras estrangeiras.

21h – Wee Willie Walker (EUA)
Galpão (400 lugares) R$ 12 a R$ 40. Indicação: 16 anos


(Foto: Doug Knutson/Divulgação)

Nos anos 1960, Willie Walker, hoje conhecido como “Trovão da Soul Music”, integrava o grupo gospel The Redemption Harmonizers. Mudou-se para Minneapolis e passou a cantar no The Valdons, um grupo de rock. Trabalhou com lendas do blues, entre elas o ícone John Lee Hooker. Seu último CD, “If Nothing Ever Changes”, é a mais pura linguagem do soul.

27 de agosto (sábado)

19h30 – Rafael Abdalla Quinteto
Auditório (202 lugares). R$ 9 a R$ 30. Indicação: 10 anos

Mistua de choro, valsa, baião, maracatu e jazz com uma performance cheia de energia. Essa fusão multirrítmica será gravada no terceiro do CD pelos integrantes do grupo, ainda esse ano. O grupo conta com o compositor Rafael Abdalla, no contrabaixo; Rodrigo Ursaia, nos saxofones; Vinicius Gomes, no violão e guitarra; Edu Nali, na bateria; e José Luiz Martins no piano. As composições de Abdalla são perfeitas para se demonstrar, por meio da improvisação característica do jazz, como é rico e vasto o campo que abarca a música brasileira.

20h – Jes Condado (Argentina)
Convivência. Gratuito. Indicação: Livre

Cantora, baixista e compositora de blues, soul e funk da Argentina, Jes Condado apresenta seu primeiro disco produzido por Netto Rockefeller e Felipe Côrtes. As suas influências musicais vão da enérgica voz de Etta James aos estilos únicos de BB King e Freddy King, entre outros grandes artistas de blues e soul dos anos 1950 e 1960.

21h – João Donato apresenta "Donato Elétrico"
Galpão (400 lugares) R$ 12 a R$ 40. Indicação: 16 anos


(Foto: Caroline Bittencourt / Divulgação)

Parceiro de Tom Jobim, João Gilberto e Eumir Deodato, entre outros músicos, o pianista, compositor e arranjador João Donato, teve suas composições gravadas por vários ícones do jazz, além de cantores brasileiros que também registram composições de Donato, considerado um gênio da simplicidade sofisticada. Acompanhado por uma banda jovem que inclui membros do grupo Bixiga 70 e outros músicos centrais na atual cena de São Paulo, Donato mostra no festival a sonoridade cheia de groove dos anos 1970 deste novo trabalho.

PRÓXIMO POST »
Zélia Duncan, Raimundos, Fabiana Cozza e outros shows para ver em março
« POST ANTERIOR
Banda Aláfia lança Corpura neste sábado em Ribeirão

Você poderá gostar também!

 

Artistas e bandas independentes se apresentam no Grito Rock

23.04.2015 - 16:19

Festival acontece nesta sexta-feira (24/4), na Fábrica de Extintores, em Ribeirão Preto, com intervenções, shows e discotecagem

João Rock anuncia data e lança vídeo comemorativo

26.01.2016 - 04:53

Festival completa 15 anos e relembra momentos marcantes.

Legião Urbana anuncia show em Ribeirão Preto

30.09.2015 - 10:45

Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá farão turnê comemorativa pelo Brasil

 

 

Comente aqui:
Saia de Casa
Saia de Casa

 

 

 

Varal Diverso © 2011–2017 - Todos os direitos reservados. » Termos de uso