Para o topo

Clássicos da literatura são revisitados no projeto "Adaptações"

Clássicos da literatura são revisitados no projeto
, em 05/08/2014, às 09:58 (atualizado em 05/08/2014, às 13:12)
Filme "São Bernardo", obra homônima de Graciliano Ramos, será exibido nesta terça-feira (05), no Sesc Ribeirão Preto

Por Analídia Ferri
Fotos: Divulgação

Durante o mês de agosto, o Sesc Ribeirão Preto promove o projeto Adaptações, com grandes textos literários adaptados para o cinema e o teatro. Autores como Guimarães Rosa, Clarice Lispector, Graciliano Ramos, Gabriel García Márquez e Rainer Maria Rilke terão suas obras revisitadas em peças e filmes.

As exibições dos filmes são gratuitas e acontecem nos dias 5, 12, 19 e 28/08, sempre às 19h, no Galpão de Eventos do Sesc, e serão comentadas por Marisa Gianechini, doutora em Estudos Literários pela Unesp. É preciso retirar o ingresso com uma hora de antecedência, na bilheteria do Sesc.

Já os espetáculos estão marcados para os dias 8, 13 e 15/08, e serão exibidos às 20h30, também no Galpão de Eventos. Os ingressos para cada peça custa R$ 2 (comerciários), R$ 5 (idosos, estudantes e usuários matriculados) e R$ 10 (inteira).

Caetano Vilela dará palestra sobre o tema

O projeto contará também com uma palestra ministrada pelo diretor teatral, iluminador e dramaturgo, Caetano Vilela, que falará ao público sobre o processo de adaptação de textos literários para o teatro. A palestra será no dia 20 de agosto, às 20h, no Galpão de Eventos. Os ingressos devem ser retirados uma hora antes.

O Sesc Ribeirão Preto fica na rua Tibiriçá, 50 (Centro). Mais informações pelo telefone: (16) 3977-4477. Confira a programação completa abaixo e as sinopses dos espetáculos e filmes:

Filme: “São Bernardo”
05/08 (terça), às 19h – Gratuito

Com base no romance homônimo de Graciliano Ramos, a obra é uma das melhores adaptações literárias do cinema brasileiro, vencendo vários prêmios. São Bernardo narra de maneira exemplar a ascensão e queda do fazendeiro Paulo Honório, sintetizando as contradições históricas de um país que, no momento de sua realização, enfrentava a ditadura militar. Direção: Leon Hirszman (Brasil, 1972). Não recomendado para menores de 14 anos.

Espetáculo: “Cartas a um jovem poeta”
08/08 (sexta), às 20h30 – R$ 2 a R$ 10

A partir da correspondência entre o escritor e um jovem indeciso entre a carreira militar e a literária, a peça trata de temas como a formação humana, a criação artística, a relação do homem com o divino e a solidão. A ação se passa num cômodo com janelas vazadas, metáfora da transição entre mundo interior e exterior, consciente e inconsciente, onde o escritor se depara com seus fantasmas e sua doença. O título leva o nome da obra mais conhecida de Rainer Maria Rilke, mas a adaptação inclui trechos da correspondência com Lou Salomé, dos poemas "Elegias de Duíno" e o "Livro das Horas", e dos textos: "Ewald Tragy", "Os Cadernos de Malte Laurids Brigge" e "O Testamento". Adaptação, interpretação e direção: Ivo Müller. Não recomendado para menores de 12 anos.

Filmes: “Famigerado” + “O homem do corpo fechado”
12/08 (terça), às 19h – Gratuito

Certo dia, um “moço do Governo” comete a ousadia de se referir ao jagunço Damásio como um “famigerado”. Sem saber se tão estranha palavra é elogio ou ofensa, ele resolve esclarecer o seu significado com um médico. Baseado no conto homônimo de João Guimarães Rosa. Direção: Aluizio Salles Jr (Brasil, 1996). Não recomendado para menores de 14 anos.

Um vaqueiro emprega-se como jagunço de um latifundiário, mas se apaixona pela mulher que o outro mantém presa na casa grande da fazenda. Os dois fogem e o coronel coloca quatro jagunços no encalço do casal. Direção: Schubert Magalhães (Brasil, 1972). Não recomendado para menores de 14 anos.

Espetáculo: “Estrelas”
13/08 (quarta), às 20h30 – R$ 2 a R$ 10

Clarice Lispector e os personagens de seu livro A hora da estrela se juntam numa trama que mistura a ficção com a biografia da escritora. Protagonizado pela atriz Marilyn Nunes e com direção da inglesa Julia Varley, integrante da companhia dinamarquesa Odin Teatret, a montagem é inspirada em entrevistas de Clarice e em sua obra A hora da estrela. A peça apresenta vários personagens do enredo (incluindo a própria autora), como Macabéa, a protagonista do romance, e Olímpico, seu primeiro namorado. Direção: Julia Varley. Elenco: Marilyn Nunes. Produção: Nordisk Teaterlaboratorium. Não recomendado para menores de 14 anos.


O amor nos tempos do cólera, de Gabriel García Marquez, é mais uma obra que foi adaptada para o cinema e teatro

Espetáculo: “Gardênia” (El Otro Núcleo de Teatro)
15/08 (sexta), às 20h30 – R$ 2 a R$ 10

Inspirada na obra O amor nos tempos do cólera, do escritor Gabriel García Márquez, a peça conta a história de Fermina Daza e Florentino Ariza, um casal que necessita passar por mais de 50 anos para ficarem juntos. O amor os leva a superar até mesmo a epidemia de cólera. Dois atores dividem o palco com dez retroprojetores e uma vitrola para simbolizar esse amor profundo e difícil. Direção: Marat Descartes. Criação e Interpretação: Cybele Jácome e Luís Mármora. Dramaturgia: Ana Roxo Luz. Não recomendado para menores de 12 anos.

Filme: “O amor nos tempos do cólera”
19/08 (terça), às 19h – Gratuito

O amor nos tempos do cólera constitui na obra de Gabriel García Márquez um marco equiparável ao do célebre Cem anos de solidão, considerado até hoje, a sua obra-prima. Um homem se apaixona por uma menina de família. O idílio dura algumas cartas, mas, ao conhecer seu admirador, a moça rejeita-o e casa com outro. Direção: Mike Newell (EUA/Colômbia, 2007). Não recomendado para menores de 12 anos.

Palestra: “Casamento feliz”
20/08 (quarta), às 20h – Gratuita (100 lugares)

Com Caetano Vilela, diretor teatral, iluminador e dramaturgo
Não é de hoje que obras-primas da literatura servem de farol para diretores cênicos, atores e dramaturgos sedentos por um tema universal que possa tocar o público e, com sorte e talento, também apontar novos caminhos estéticos e conceituais para o teatro. Caetano Vilela discutirá com o público sobre o processo de adaptação de textos literários para o teatro.

Filme: “A hora da estrela”
26/08 (terça), às 19h – Gratuito

Macabéa é uma jovem feia e órfã solta no mundo aos 19 anos. Analfabeta, ingênua e virgem, vem do Nordeste tentar a vida em São Paulo. O filme mostra a história do encontro patético deste ser humano com as artimanhas da cidade grande. Baseado na obra homônima de Clarice Lispector. Direção: Suzana Amaral (Brasil, 1985). Não recomendado para menores de 12 anos.


O livro A hora da estrela, de Clarice Lispector, ganhou adaptações para o teatro e para o cinema

Compartilhe:

PRÓXIMO POST »
Ribeirão ganha grupo de estudos sobre quadrinhos
« POST ANTERIOR
“As igrejas estão se canibalizando”, diz Gregorio Duvivier durante Feira do Livro

Você poderá gostar também!

 

Ribeirão ganha grupo de estudos sobre quadrinhos

26.08.2014 - 18:58

A “Távola dos Quadrinhos” acontece mensalmente e realiza oficinas gratuitas com cartunistas convidados

3ª edição da revista RPHQ encerra série

03.05.2014 - 21:47

Nova edição da revista de quadrinhos dedicada a Ribeirão Preto chega com um time de 42 artistas, superando as expectativas dos próprios organizadores. Baixe todas as revistas!

Feira do Livro terá oficinas de escrita de ficção e crítica de arte

23.05.2015 - 13:11

Especialistas das áreas ministrarão oficinas gratuitas durante a 15ª edição da Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto, que acontece de 14 a 21 de junho.

 

VOLTAR

 

Comente aqui:

Varal Diverso © 2011–2017. Todos os direitos reservados | Termos de uso | Design: Paulo Gallo