Para o topo

Ribeirão ganhará novo museu dedicado à memória italiana

Ribeirão ganhará novo museu dedicado à memória italiana
, em 24/09/2014, às 19:42 (atualizado em 12/03/2015, às 11:18)

Por Analídia Ferri
Fotos: Paulo Gallo, Francine Michelli e Divulgação

Ribeirão Preto ganhará, nos próximos meses, a Casa da Memória Italiana, um casarão de 1941, localizado no Centro e que se tornará uma casa-museu, doada pela família Biagi. O espaço na rua Tibiriçá, 776, conta com mobiliário tradicional da família, objetos e ambientes que foram mantidos e conservados com o passar dos anos e permaneceram irretocáveis. A abertura ao público e visitação ainda não tem data definida, mas a expectativa é que nos próximos meses o espaço já possa receber visitas.

Clique aqui e conheça a casa por dentro

Segundo o empresário Maurílio Biagi Filho — que adquiriu o mobiliário da casa e é o vice-presidente do instituto que irá coordenar o projeto — ainda faltam alguns ajustes para que o público possa conhecer, porém, a ideia inicial é convidar famílias de descendência italiana para doarem qualquer documento ou objeto para o acervo da Casa da Memória Italiana. “Nós doamos o imóvel e todo o mobiliário em prol da memória dos imigrantes italianos que ajudam e até hoje atuam no crescimento econômico de Ribeirão Preto e região”, pontuou.

De acordo com Biagi, em 1902, havia 22 mil italianos em Ribeirão Preto, enquanto os brasileiros somavam apenas 12 mil. A imigração italiana marcou o desenvolvimento da cidade, porém, não existia, até então, um lugar que reunisse informações e objetos sobre essa história. “Queremos implantar um sistema que irá coletar e mostrar documentos, fotos, enfim, qualquer informação sobre a imigração italiana em Ribeirão”, disse.

As duas proprietárias do imóvel, Weimar Marchesi Amorim e Edilah Biagi, também estão à frente do projeto e a doação para a cidade será oficializada no dia 27 de setembro. A Casa da Memória Italiana foi fundada e será administrada em caráter privado e planeja realizar palestras, oficinas e exposições no espaço.

Casarão data de 1925

Em 1925, a casa foi construída pela família Meirelles e, na época, pertencia a uma fazendeira da cidade, Joaquina Evarista Meirelles. Em 1941, o imóvel foi comprado por Pedro Biagi, italiano de Campagnola, região de Vêneto, que veio para o Brasil com 6 anos, avó de Biagi Filho.

O imóvel ficou desocupado por quase dois anos quando a última de duas irmãs que moravam na casa, faleceu e, desde então, a família Biagi passou a desenvolver o projeto da Casa da Memória Italiana, que inclui ainda a criação de um instituto que coordenará todas as atividades, visitação, catalogação de novos objetos, entre outras atribuições.

Mais informações sobre o local: (16) 3625-0692, com Alice Registro

Compartilhe:

PRÓXIMO POST »
Prefeitura abre edital para agenda dos teatros Municipal e de Arena
« POST ANTERIOR
Entenda a crise enfrentada pela Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto

Você poderá gostar também!

 

Casa da Memória Italiana abrirá para visitas semanais em junho

06.06.2017 - 22:29

Público poderá conhecer o espaço às quintas e sábados, sem agendamento

Diversidade sexual é tema do Festival Mix Brasil

01.09.2014 - 22:07

Produções audiovisuais que abordam as diferenças. Esse é o tema do Festival Mix Brasil, que acontece até o dia 5 de setembro, no Sesc Ribeirão. Os filmes exibidos trazem diferentes abordagens sobre a sexualidade

Ribeirão Preto ganha programação especial de aniversário em livraria

03.06.2015 - 00:55

Bandas, exposição e seção de autores locais estão entre as atrações especiais de aniversário da cidade.

 

VOLTAR

 

Comente aqui:
Instagram
Instagram

Varal Diverso © 2011–2017. Todos os direitos reservados | Termos de uso | Design: Paulo Gallo